Debate sobre os direitos da pessoa idosa mobiliza municípios do Ceará

A APDMCE está percorrendo o Ceará, de norte a sul, participando da realização das atividades do projeto Caminhos para um Envelhecimento Cidadão no Ceará – 15 anos do Estatuto do Idoso. Essa semana, esteve em Sobral (dia 6) e em Itapipoca (dia 7), realizando o terceiro e quarto encontros, respectivamente. Em Sobral, o projeto reuniu 102 participantes de 18 municípios, entre promotores de justiça, conselheiros de direitos, movimentos sociais, técnicos municipais, gestores, pessoas idosas e interessados na temática, além dos servodores do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE).

Em Itapipoca, 120 participantes de 11 municípios estiveram presentes às atividades que abordaram as seguintes temáticas: os avanços e os desafios dos 15 anos do estatuto do idoso; o funcionamento dos conselhos municipais; a criação e a implantação do fundo municipal para a pessoa idosa e a regularização e a sustentabilidade das organizações da sociedade civil (associações e fundações).

A primeira dama de Horizonte e tesoureira da Apdmce, Vânia Dutra, representando a presidente Rosemari Holanda, fez uma contextualização do trabalho da entidade nesses 31 anos de fundação para o fortalecimento da política pública para pessoa idosa no Ceará.

Caminhos para um Envelhecimento Cidadão no Ceará é uma iniciativa do do Ministério Público do Estado do Ceará e parceiros como a APDMCE, OAB, Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, Focepi, Tribunal de Contas do Estado, Receita Federal, Conselho Regional de Contabilidade e Governo do Estado.